quinta-feira, 4 de março de 2010

MAGENTA


EU AMO ESTAMPAS. Simples assim. Nunca fui uma pessoa lisa, desde pequena sempre preferi estampas, isso é fato. Desde uns 6 anos, eu chegava da escola, tirava meu uniforme xadrez vichy rosa (o uniforme era o máximo... lindo de morrer! Escola Magico de Oz, pensa bem?)e punha minha camiseta de vendedora de beijos. Sério CRIATURAS... se eu fechar meus olhos vejo a estampa na blusinha, coisa de louco. De lá pra cá, o amor foi crescendo, se aprofundando, se aprimorando, até virar coisa séria, e se transformar em profissão. Hoje eu sou DESENHISTA ,e uma das funções que mais gosto é a de desenvolver ESTAMPAS. Feita a introdução, vamos ao motivo deste post. A uns anos atrás, eu trabalhava criando estampas pra uma empresa, que fazia seu trabalho na melhor estamparia do Brasil. ESTAMPARIA MAGENTA! Foi lá que conheci MIRIAM... o MITO. A estamparia ficava em um prédio antigo, que tinha um telhado de madeira, uma coisa de louco, ma-ravi-lho-so. A sala da Miriam era num mesanino, e podia se ver a produção lá em baixo, através de uma janela. O mesanino era amplo, bem iluminado. Tinha prateleiras cheias livros incríveis e um mesão de aço e vidro enorme. Na mesa tinha uma vasilha cheia de canetas coloridas, e um pote cheio de balas de hortelã. Na prateleira lateral, tinham plantas variadas e um Buda lindo. O cheiro de tinta pairava no ar, e Miriam, com seu sotaque acentuado (Chilena), dominava a sala com seu gestos firmes e sua presença marcante. Miriam tinha uma fama, não só pela forma como comandava sua estamparia, mas também pela maneira de lidar com as pessoas. Ou você gostava e ficava hipnotizado com a capacidade da mulher, ou faria coro com quem achava que ela era uma bruxa. Ou achava que ela era uma fera, ou deixava-se levar pelo profundo amor e conhecimento sobre estampa e técnicas. Eu... desde o primeiro instante, sou da turma que aplaude a CRIATURA. E vai daí que um belo dia, fui trabalhar na MAGENTA. Foram 6 meses de uma das melhores experiências profissionais da minha vida. Foi por um breve e determinante período que pude estar ao lado da mulher que sabe tudo e mais um pouco sobre este universo que tanto me fascina. Estive lá, vi com meus próprios olhos e guardo na memória até hoje, com lembrança nítida trabalhada em floco e relevo de silicone, os dias em que pude aprender com ela. A gente é o que nasce pra ser, é o mínimo que posso concluir depois de conviver com você, Miriam querida. E poder "cuidar" deste bem tão precioso que foi sua ESTAMPARIA MAGENTA, pode apostar, que foi uma das experiências mais marcantes da minha jornada. Agora... Miriam vai tomar outro rumo, e a ESTAMPARIA MAGENTA, passa a fazer parte da história da estamparia nacional, como uma lembrança inesquecível. BOA SORTE! Tenho orgulho sincero de saber muito bem pra quem estou falando... MUITO BOA SORTE! E que esta nova geração de designers, que você magistralmente irá conduzir, saiba absorver toda a experiência que você tem pra oferecer. Que valorizem cada explicação, que compreendam cada técnica, que prestem atenção a pessoa incrível por trás do mito. Que saibam que estarão vivendo uma das melhores experiências profissionais a que um DESIGNER TEXTIL pode experimentar no Brasil. CLAP CLAP CLAP... que se inicie o espetáculo. MAGENTA simplesmente, não deu conta do seu talento, você merece um pantone inteiro.

Nenhum comentário: