sábado, 8 de maio de 2010

QUEM?


Eu tive uma vida inteira pra alimentar preconceitos. E agora eu vejo o quanto eu fui burra, despreparada e ignorante.
"A maior de todas as ignorâncias é rejeitar uma coisa sobre a qual você nada sabe." (H. Jackson Brown)Eu devo admitir, pra começar a andar na direção oposta.
1- FILHA DA PUTA - Eu xinguei muita sujeita desse nome, e posso vir a ser a mãe de uma CRIATURA nessas condições. Não me importo. A partir do momento que ela for minha, apagaremos juntas este fato.
2- PARDAIADA - Eu já amaldiçoei gente desta raça. Eu chamei pejorativamente de pardo, aqueles que eu julguei ignorantes, sendo que o fiz por ser eu a detentora do título. Que estupidez... que vergonha. Posso ser mãe de uma parda, e aprenderei com isso a maior de todas as lições, por dentro somos todos iguais, o que nos difere é a nobreza de nossos pensamentos e atos. Desculpem-me.
3- NEGUINHO - Eu já me referi a pessoas assim, achando que com isso estava diminuindo a CRIATURA a uma condição inferior. Inferior fui eu. Posso ser mãe de uma negra, mulata, afro descendente, preta. Será MINHA FILHA da cor que for. Teremos que escrever nossa história derrubando preconceitos. Admitir falhas é o primeiro passo pra melhorarmos nosso caráter.
4- " Que indio!" - Eu já usei a frase ao lado pra classificar gente mal educada. Usei muito quando a pessoa vai lá e faz algo que considero sem civilidade, como jogar lixo na rua. Posso ter uma indiazinha como filha. E terei que aprender a história deste povo, ancestral nesta terra à gente branca e idiota feito eu.
5- BAIANO - Isso é coisa de paulista. É regionalismo cretino, eu sei. Mas eu tachei de baiano, tudo aquilo que feriu meu senso estético, principalmente. Do tipo.... " Que roupa feia... muito baiana!" "Nossa... essa cor é de baianinho heim?" Meu Deus... que coisa mais sem nexo, pelamor. Posso ter uma filha vinda da Bahia, e vai ser MINHA e me chamar de MAINHA. Nada muda, venha com tudo.
6- FEIA - Quem ama o feio, bonito lhe parece.O que leva alguém a ser feio? Pergunto no sentido estético, porque no sentido filosófico eu mesma admito que sou. Não escolherei ninguém, serei eu a escolhida, a contemplada. E o que causamos quando você olha alguém, ainda mais quando pequeno e pensa... " Que feinho!" Posso passar por isso, não estou comprando uma boneca, estou encontrando minha filha.
7- GORDA - Existe preconceito sim. Preconceito é algo inerente ao ser humano. Uns admitem e acho que com isso dão o passo inicial no sentido oposto. Eu quero fazer parte deste grupo. Pode acontecer, assim como posso ter uma filha anorexa, ou com qualquer outro tipo de disturbio desta ordem, Estamos num mundo cruel estéticamente. Conheço gente que tem preconceito bem evidente neste aspécto. Não é o meu caso...
8- BURRA - Ignorancia é algo que vem me afligindo ultimamente. Somo um povo muito burro. A gente acha bonito tirar vantagem dessa estupidez, o que é ainda mais preocupante. Farei de tudo pra ter uma filha que pensa. Dar esta capacidade a alguém é algo muito além de educação formal e letras.
9- MAL CARATER - Meu Deus! Quanto será que a genética é responsável e quanto será resultado do meio? E como saber isso olhando pra uma criança? Dá pra perceber que alguém é maldozinho, malandro, cruel, somente convivendo. É por isso que eu rezo e peço ajuda de Deus nessa hora. Assunto pra tratar longamente...
10- DEUS - Numa decisão dessas na minha vida, quanto será que Deus pode interferir a meu favor? Quanto será que a fé que eu tenho e vivo, vai me auxiliar nesta hora? Terei um encontro de almas? Saberei reconhecer os sinais? Sentirei algo como um sexto sentido? Não tenho resposta... mas como diria a canção.... andar com fé eu vou, a fé não costuma falhar.
Aproveito a oportunidade da data, pra dizer a quem já é mãe que este título é muito maior do que a propaganda da criancinha com a caixa na mão. É preciso MERECER. Façam juz a oportunidade que tiveram. Deem o melhor de si. ESFORCEM-SE. Vocês são a primeira oportunidade na vida dos seus filhos. CONTENTEM-SE. PERCEVEREM. É muito mais facil pra você que pariu, mas não menos trabalhoso. Não desistam da oportunidade de construir homens e mulheres de carater e fibra. O que você proporciona a uma criança é determinante por toda a vida dela. DEDIQUEM-SE. Todo mundo merece uma mãe que dignifique o título. Eu tenho uma mãe assim, e talvez por isso eu seja desta forma. Se é dela este mérito, então eu só tenho a agradecer. Porque isso me dá certeza de que poderei faze-lo na vida da minha filha. Não abram mão de educar, de interagir, de conviver. Essa pessoa só está ai ao seu lado porque VOCÊ QUIS. Felicidades amanhã e sempre. Ano que vem... se Deus quiser.... é nóis!
PS- Obrigada por todo o amor que eu tenho por você, MAMA! Seu trabalho foi muito bem feito, só isso justifica a coragem que eu sinto agora...

2 comentários:

Lili disse...

Ciça, você é mesmo uma figura!!!
Que Deus te abençoe e te dê uma linda criatura.....sem preconceitos, vamos cuidar de todos juntos...CAUSANDO....
Bjão
Lili

Flavia disse...

Cica, esse post deveria ser impresso, enquadrado e pendurado na parede pra gente ler todos os dias...
Vc 'e demais, querida! A sua menina ainda vai te ensinar muita coisa e vc tb vai ensinar muito pra ela e pras pessoas que te cercam!
To super orgulhosa de vc!
Beijos mil
Fla